Você está grávida? Saiba como prevenir varizes na gravidez - parte 2


Hoje vamos falar de tratamento de varizes na gestação. É possível fazer alguma coisa?

Já vimos no post passado (quem não viu clica aqui) que varizes em grávida é um pouco diferente e o tratamento é basicamente clínico baseado no uso de meias e elevar as pernas.

"Ah mas com aquela barriga não consigo calçar a meia..."

Existe um estudo brasileiro que mostrou o benefício de meias em gestantes ("Graduated compression stockings effects on chronic venous disease signs and symptoms during pregnancy"- Saliba OA). E um achado curioso é que calçar e usar as meias durante o dia não foi um problema para as gestantes que não tiveram dificuldade em vestir ou tolerar a meia durante o estudo apesar do barrigão de grávidas. Existe meia para gestante e que acomoda a barriga. Mas esse mesmo estudo mostrou que meias de média compressão (20 a 30mmHg) na altura do joelho foi suficiente. O grupo que usou a meia teve menos sintomas durante a gestação, menos evolução da doença, ou seja, as varizes não se agravaram muito ao longo da gestação, menos alterações nos exames de ultrassom das pernas em comparação ao grupo que não usou meias. Então se você como eu mora num lugar quente como Recife, está preocupada em ter que colocar e tirar a meia toda vez que vai ao banheiro, agora não tem mais desculpa. Use a meia que vai até joelho!

E o que mais podemos fazer? A drenagem linfática ajuda a diminuir o edema, atividade física se for liberada pela sua obstetra e evitar ganho de peso excessivo são medidas úteis para todas as gestantes.

O tratamento cirúrgicos e das veias e vasinhos, salvo em casos de super exceção, deixamos pra depois que bebê nascer. No período da gestação, a mulher tem mais risco de manchas pelo tratamento e trombose. Portanto não vale a pena correr esse risco.

Ainda tem dúvidas? Deixa seu comentário ou manda um e-mail para catarinaalmeida@cliangi.com.br. Boa semana!

#varizesegravidez #Meiasdecompressão