WhatsApp_Logo_2.png
  • Instagram
  • Facebook Social Icon

©2016

O que é erisipela?



A erisipela (também conhecida popularmente como vermelhão) é uma infecção de pele que costuma atingir as camadas mais superficiais.

A principal causa são bactérias que atravessam a pele por alguma ferida - um arranhão, mordida de inseto, infecções nos pés ou úlceras.

O nosso corpo é muito eficiente e a maioria das vezes é capaz de evitar que as bactérias se multipliquem e nos protegem de infecções. Porém quando isso não acontece, temos uma infecção que se inicia na pele e nesse caso pode ser a erisipela.

Qualquer pessoa pode ter erisipela?

Sim. Ao contrário do que alguns pensam, a erisipela não é hereditária e pode acontecer em qualquer um de nós.


E a parte triste é que uma vez você tenha tido, maior é a chance de ter de novo. Novos casos de erisipela podem ocorrer em até metade dos pacientes que apresentaram o primeiro episódio.

Mas existem outros fatores de risco como:

  • Infecções fúngicas dos pés - pé de atleta ou frieira

  • Feridas nas pernas

  • Mordidas de insetos - quando coçamos, levamos sujeira pra dentro da pele

  • Uso de drogas endovenosas

  • Uso excessivo de bebida alcoólica e doenças hepáticas

  • Edema (inchaço) das pernas por doença venosa ou linfática

  • Obesidade

  • Diabetes

  • Falhas nas defesas do corpo por uso de medicações, doenças associadas e crianças.

E como saber se tenho uma infecção de pele como erisipela?

Simples. Conheça os sintomas:

  • Febre e calafrios que podem aparecer antes das alterações na pele

  • Placas avermelhadas e quentes na perna com dor e inchaço

  • Podemos sentir linfonodo (gânglios) doloridos na região da virilha

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico da erisipela é clínico, ou seja, não há exames específicos. O médico poderá solicitar exames para avaliar a gravidade da infecção, mas o diagnóstico é feito através da história do paciente e exame físico.

A erisipela é grave? Devo me preocupar?

Existem casos leves e casos mais graves. Depende da extensão da infecção, qual parte do corpo está acometida, se existem doenças associadas que prejudiquem a recuperação. A erisipela pode ser uma doença grave e levar a infecção generalizada. Portanto o tratamento deve ser iniciado o quanto antes.

Antibióticos por via oral podem ser utilizados em estágios iniciais da doenças durante o período orientado por seu médico. Caso não haja melhora ou seja um caso grave, pode ser necessário internação hospitalar e antibiótico venoso.

A erisipela é contagiosa?

Não. Nós não pegamos erisipela se tocarmos ou estivermos perto de quem está doente.

Além do antibiótico, o que posso fazer?

  • Repouso com as pernas elevadas, pois ajuda a diminuir o edema e drenar substâncias que causam a inflamação.

  • Cuidados com a pele.

  • Observar feridas ou lesões que possam ter sido a entrada da bactéria e tratá-las.

  • Enxugar bem entre os dedos, andar calçado, ter cuidado para não se machucar, cuidado ao fazer as unhas dos pés.

  • Usar meias de compressão para diminuir o inchaço.

Perder peso e atividade física regularmente.

E o mais importante: na suspeita de erisipela, dor e perna vermelha com ou sem febre, procure atendimento médico imediatamente para iniciar o tratamento e evitar complicações.

Não esqueça que esse espaço é SEU. Deixe sua dúvida ou comentário abaixo ou pelo catarinaalmeida@cliangi.com.br.

Boa semana!

Catarina

#Erisipela #InfecçõesdePele #Linfedema #Edema #Inchaço

19 visualizações