O que seu sono tem a ver com o inchaço das suas pernas?


Semana passada falamos sobre o que é edema e o que observar quando estivermos com as pernas inchadas.


Hoje vamos ver uma causa de inchaço que você nem acredita que tenha relação.

Sabe aquele seu tio que faz o maior barulho dormindo? Aquela sua amiga que ninguém quer dividir o quarto porque ronca muito e se engasga no sono?


Isso pode ser ser apneia do sono. Claro que nem todo mundo que ronca tem apneia, mas quem tem apneia ronca.


A apneia do sono é caracterizada por episódios repetidos de obstrução parcial ou total da respiração.

Pacientes com apneia do sono são conhecidos como pessoas que roncam frequentemente ou se engasgam durante a noite e tem sonolência durante o dia pelas noites mal dormidas. Esses episódios podem ocorrer várias vezes durante a noite interrompendo o sono da pessoa.

O principal fator de risco da apneia do sono é a obesidade.


E sabia que isso pode ser uma causa de inchaço das pernas? Vamos entender porquê.


Com as pequenas pausas da respiração durante o sono, há uma redução na quantidade de oxigênio. Com isso, nosso organismo acelera o batimento cardíaco e faz uma contração dos vasos. Com o tempo, isso pode levar a hipertensão arterial, arritmias e problemas no coração. Aí que entra como causa do edema. Alguns pacientes podem ter alterações no ecocardiograma e edema das pernas e outros apresentarem o inchaço antes mesmo de ter alterações evidentes no coração.


Alguns estudos recentes tem inclusive demonstrado o benefício do uso de meias de compressão para melhora dos episódios de apneia.

A apneia do sono como causa de edema dos membros inferiores é um condição subdiagnosticada. Mas deve ser sempre lembrada, principalmente se outras queixas estiverem presentes. O diagnóstico pode ser confirmado através da polissonografia, que flagra os episódios de apneia.


Para melhorar da apneia do sono podemos perder peso, evitar uso de álcool em excesso, deixar de fumar, dormir de lado e evitar uso equivocado ou em excesso de sedativos.

Boa semana a todos!

FONTES:

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5786568/pdf/fmed-04-00256.pdf

https://jamanetwork.com/journals/jamainternalmedicine/fullarticle/746685

https://www.atsjournals.org/doi/pdf/10.1164/rccm.201102-0350OC


0 visualização