WhatsApp_Logo_2.png
  • Instagram
  • Facebook Social Icon

©2016

Porque pedimos USG para o tratamento de varizes?


O ultrassom (USG) com doppler, também chamado de doppler colorido, é um dos principais exames para avaliar a circulação dos vasos sanguíneos e o fluxo de sangue.


É o principal exame para o diagnóstico das doenças venosas, essencial para o tratamento quando utilizamos laser endovenoso ou radiofrequência e espuma e faz parte do acompanhamento do paciente para vermos as respostas ao tratamento realizado e recorrência das varizes.


Brincamos dizendo que o USG é o estetoscópio do vascular de tão importante que esse exame é.


Esse exame fornece informações preciosas sobre a anatomia das veias (localização e tamanho) e sobre o funcionamento das veias - a circulação venosa. Ele nos informa quanto a perviedade e competência das veias, ou seja, tromboses e refluxo.


Além disso, o USG doppler é capaz de identificar estágios iniciais da doença venosa crônica mesmo quando não há sintomas ou veias aparentes.


O QUE AVALIAMOS NO USG DOPPLER DE MEMBROS INFERIORES PARA VARIZES?


  • Sistema venoso profundo

  • Sistema venoso superficial

  • Perfurantes

  • Presença ou ausência de refluxo

  • Caracterizar o refluxo (quais segmentos envolvidos, sua extensão e origem)

  • Presença ou ausência de obstrução (trombose venosa profunda, tromboflebites, acompanhamento de tratamentos com laser, espuma e radiofrequência)

  • Calibre das veias safenas e perfurantes

  • Descartar causas menos comuns de varizes dos membros inferiores - varizes pélvicas, varizes do nervo ciático, compressão dos vasos por outras estruturas.

COMO É FEITO O USG DOPPLER DE MEMBROS INFERIORES PARA VARIZES?

O USG Doppler é feito pelo médico no hospital, em clínicas e até em sua casa. Caracteriza-se por um exame não invasivo (sem punção, injeção ou uso de contrastes), não usa radiação, não dói e pode ser feito quantas vezes forem necessárias.


Não é preciso nenhum tipo de cuidado especial antes do exame como jejum ou uso de medicações.

O Doppler pode ser feito todo de pé ou o paciente pode deitar durante a avaliação do sistema venoso profundo e ficar de pé após para avaliar o sistema venoso superficial.


Ainda para a pesquisa do refluxo, o médico irá comprimir a perna da paciente e pedir que faça respirações profundas. Algumas poucas pacientes não toleram o exame justamente por conta das respirações forçadas e podem se queixar de tontura ou mal estar durante o exame.


Nos próximos posts vamos entender porque precisamos do USG e se precisamos repetir o USG após o tratamento ou durante acompanhamento da paciente.


Lembre-se de deixar seu comentário e dúvidas abaixo ou pelo catariaalmeida@cliangi.com.br.


Boa semana a todos!