Quais os cuidados para o uso da meia elástica?


Há umas semana fiz um quiz no instagram sobre uso de meias elásticas (se você ainda não me segue no instagram, corre lá! @dracatarinaalmeida).

Existem contraindicações, riscos, efeitos colaterais?

Qualquer pessoa pode usar meias de compressão?

A terapia compressiva (uso de meias elásticas, bandagens ou bota pneumática) é um dos pilares mais importantes do tratamento de doenças linfáticas e venosas. E, ao contrário do que muitas pessoas pensam, existem contraindicações ao uso de compressão e possíveis complicações.

Não é raro receber pacientes que estão usando meias emprestadas da vizinha e correm o risco de usar compressão além do necessário ou não terem efeito no tratamento por meia de tamanho inadequado.

Pacientes com linfedema que mediram a meia na perna doente e usam na perna saudável e não atingem a compressão necessária.


Por mais absurdo que pareça, acontece frequentemente.

Todos esses mitos, crenças sem fundamentos e uso inadequado da meia contribuem para má adesão ao tratamento. Então vamos desmistifcar o uso da meia elástica, mostrar todos benefício e espero, dessa forma, incentivar os que precisam a usarem!

1 - Mito um: a meia é eterna!


Não!!!


Assim como uma roupa íntima perde a elasticidade, as meias também. O tempo de duração de cada material varia de acordo com o fabricante, mas geralmente, as meias mantém a compressão adequada por 6 a 9 meses e, após esse período, é necessário adquirir uma nova. E esse período também será reduzido caso a meia desfie ou rasgue ou os cuidados para lavar a meia e armazenar não sejam seguidos.


2 - Mito 2: a meia da minha vizinha cabe em mim!


Acho bem improvável!

A depender da marca que você adquira, cada tamanho da meia P, M e G tem outros tamanhos em cada uma dessas categorias. Dessa forma a meia será a mais personalizada possível pra você.

Quando usamos uma meia que não está na medida da nossa perna, corremos dois riscos: não estar realizando o tratamento adequado ou a meia mais apertada que o necessário. Por isso, dois cuidados são necessários: realizar a medição da circunferência da perna sem inchaço e ser revisto pelo seu médico quando houver melhora do inchaço para avaliar necessidade de uma nova meia - já que a antiga pode estar frouxa.

3 - Mito 3: Vou usar a meia à noite quando estou dormindo.

Sinto informar que a meia elástica de compressão tem sua função quando estamos andando. Quando você está deitado, dormindo, a meia não trabalha para diminuir o inchaço. Além disso, deitados, a gravidade por si só ja ajuda a reduzir o edema. Por isso, a maioria das pessoas acordam com as pernas mais sequinhas. Ao longo do dia, após períodos de pé ou sentado, o edema volta a se formar.

4 - Eu sou alérgica a meia.

Muitas vezes irritações de pele são confundidas com reações alérgicas. O uso prolongado da meia em peles sensíveis podem contribuir para essas irritações.

A irritação de pele provocada pela meia é, geralmente, autolimitada e pode ser controlada com interrupção do uso da meia e cuidados com a pele.

5 - Quantas horas por dia devo usar a meia?

Acredita que tem gente que acredita que só pode usar a meia por 4 a 6 horas por dia?

Não existe limite, gente. Após alguns tratamentos de varizes, deixamos os pacientes com a meia por 3 a 7 dias ininterruptamente.

Você pode usar a meia durante todo dia, enquanto estiver se movimentando, trabalhando.

Essas também eram suas dúvidas? Me fala nos comentários que mitos acima você acreditava e quais suas dúvidas sobre meia elástica!

Boa semana,

Catarina

9 visualizações
WhatsApp_Logo_2.png
  • Instagram
  • Facebook Social Icon

©2016